Bittersweet Symphony

sábado, novembro 08, 2008


"Well, I never pray
But tonight I'm on my knees, yeah
(...)
I am here in my mold
And I'm a million different people

from one day to the next
I can't change my mold
No, no, no, no, no
I can't change"

The Verve - "Bittersweet Symphony"
in Urban Hymns (1997)


Por vezes pedimos milagres. Pedimos a alguém, a alguma coisa, a alguma entidade, que nos proporcione o milagre de uma vida.
Há quem peça todo o dinheiro do mundo, a paz na Terra, um corpo perfeito, a casa e o carro dos sonhos, um companheiro idealizado, as melhores roupas, uma viagem extraordinária e por aí além.
Já os modestos, modestamente pensam, e não pedem mais do que sorte, saúde e dinheiro para ir sobrevivendo.
Os solitários, por companhia.
Os pobres, por pão.
Os velhos, pelo retorno do tempo.

Mas todos os pedintes esquecem-se de que têm uma forma, uma figura, um molde, uma personalidade, uma alma. De que encerram em si tudo o que querem ser, que cada um de nós pode fazer tudo, simplesmente tudo, sem depender de mezinhas, rezas, ou figas.
Tudo custa, tudo tem um preço, temos é de estar dispostos a largar tudo para alcançar aquele patamar que ambicionamos. Os caminhos são tortuosos, mas possíveis.
E se nos vamos ajoelhar, que não seja para bradar aos céus, mas para fazer algo útil e engraçado...

Também deves gostar disto

1 comentários

  1. :|
    Será possível? Um post com uma mensagem optimista?
    Quem és tu???!! lol

    Mas sim, na teoria tudo é possível... O problema é chegares onde queres. Especialmente se fores minimamente ambicioso/a.
    E como lidar com a frustração de tentar e não conseguir?

    Enfim, cá para mim andaste mas foi a ler O Segredo... :p

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal