Perfeição

quarta-feira, novembro 02, 2011

Quando se sente na pele, e por baixo dela, e em todo o lado, todos os poros, veias, entranhas, em cada átomo, o que é a perfeição, é difícil esquecer. E eu senti. Sou uma das poucas pessoas privilegiadas deste mundo que se orgulha de saber o que são dias perfeitos. Aqueles dias que se podiam imortalizar para sempre. Torná-los um modelo de como devem ser todos os outros dias para resto das nossas vidas.
O pior dos dias perfeitos é saber que acabam. Que amanhã há que voltar à mesma rotina de sempre, àquela que nos mata um bocadinho a cada dia, àquela que, ao levantarmo-nos de manhã, nos faz saber que durante esse dia, não sorriremos nunca.
E cá estou eu, sem vontade alguma de sorrir. Porque ontem, ainda tudo era perfeito, e hoje, bem, sinto-me na merda, contrariada, infeliz, miserável, desejando poder acelerar o tempo para os próximos dias perfeitos, ou recuar, e imortalizar aquilo que ainda ontem sentia.
Cada vez percebo menos o sentido desta vida. Dizem que o objectivo é ser feliz. Pois, eu já fui, e num passado tão recente - ontem! - e foi tão simples... Deixem-me voltar para trás, ou ser assim, tal como ontem, para sempre. Não me metam um rebuçado na boca para depois o tirarem...

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal