Sons do terror

terça-feira, novembro 29, 2011

Toda a gente tem os seus sons do terror. Há quem empalideça e trema com o som das unhas a raspar a madeira, o giz sobre o quadro de ardósia, cadeiras a arrastar no chão... Pois o meu grande som do terror é o dos beijinhos repenicados.
Infelizmente vim no comboio ao lado de um casalinho adolescente e cheio de acne, mais aparelho nos dentes (eles agora são o pacote completo) e o som dos seus beijinhos pequeninos e repenicados assombrou-me toda a viagem. Não sei se era do aparelho ou não, mas o som ainda era pior do que habitualmente. Nem consigo descrever. Como se aquilo se propagasse no ar e ficasse a bailar junto dos meus ouvidos. Merda para os comboios cheios que não deixam margem para que se escape a este filme de terror. Não é que eu seja contra as manifestações públicas de afecto, eu própria  já devo ter feito figuras ridículas, mas por amor da santa, em silêncio!
Juro que a minha vontade era dar um murro bem no meio da boca de cada um. A ver se sem os dentes da frente conseguiam fazer aquele sonzinho irritante.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal