Privação do sono

sexta-feira, abril 12, 2013

Querer dormir e não conseguir é das piores sensações que tenho experimentado nos últimos tempos. Tenho uma vida agitada e ocupada, e o que mais desejo, o que mais quero, é que chegue o fim do dia para me poder esticar no sofá ou na cama e dormir como se não houvesse amanhã.
A teoria é muito bonita. O que acontece é que por mais cansada que esteja passam-se horas até que consiga atingir o sono, e pior, muitas vezes nem sei o que isso é.
Como é o caso de hoje. Sou uma zombie, pálida, sem forças e cheia de dores de cabeça que na noite passada dormiu zero. A minha cama parece uma zona de guerra, tudo fora do sítio, tal não era a inquietação que me invadia.

Não há copos de leite quente que me valham, ou ler na cama, ou contar carneiros. Sei todos os truques. Nenhum me serve.

No fim das contas sinto-me uma velha. Todos estão excitados por uma festa ou concerto que vai acontecer,  um jantar, uma conferência, qualquer coisa, e eu só me excito com a visão da minha querida caminha. Acho que chegou a altura de procurar ajuda médica.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal