Changes

domingo, maio 12, 2013

Há contrapartidas bem pesadas quando o mundo muda mas nós não. Pensava que era louvável manter os princípios e aquilo em que se acredita, manter a postura que sempre se teve e ser coerente, mas não. De repente, acordamos do transe e tudo mudou. As pessoas tratam-te de maneira diferente e olhas à volta e não há ninguém. E ainda te acusam de não respeitar os outros, tu, que sempre foste compreensivo, amigo, companheiro, que estavas lá e ajudaste em todas as horas. Que abdicaste de tanta coisa em prol dos outros, fizeste sacrifícios e engoliste sapos vezes sem conta.

Depois precisas que façam o mesmo por ti mas só encontras incompreensão, respostas tortas, acusações tristes e aí a realidade bate à porta: as coisas mudaram. Tu continuas lá pronto a amparar qualquer queda e quando te apercebes és tu que estás no chão, pisado, a sangrar, com dores, e ninguém te dá a mão. Como é que tudo mudou enquanto não estavas a olhar?

Sinto-me triste, desamparada e desiludida. Nunca pensei ser tão ingénua ao pensar que tudo ia ficar bem para todo o sempre e que finalmente tinha encontrado a felicidade. Que não hajam ilusões, isso não existe. Mais vale ser frio, insensível, uma pedra ou cubo de gelo, do que estar constantemente a levar murros no estômago.

O mundo muda e as pessoas mudam, e se não acompanhares essa triste mutação vais sofrer. Abre os olhos, és apenas um pontinho insignificante e nada ficará bem para sempre. Fica o aviso.


Também deves gostar disto

1 comentários

  1. A essência da benevolência é não esperar compaixão alguma como moeda de troca. :)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal