As coisas que se aprendem #19 - vir à balha

sexta-feira, julho 01, 2016

"Veio à balha, não me lembro já porquê (provavelmente Eduarda fez perguntas...), a filha de Jorge, que aproveito para informar chamar-se Eufémia, nome cuja escolha não fora inocente."

in Era Bom Que Trocássemos Umas Ideias Sobre o Assunto, de Mário de Carvalho (1995)

Desconhecia a expressão "vir à balha". Para mim era "vir à baila" e pronto. Ao que parece, depois de pesquisar sobre o assunto, ambas as expressões são correctas apesar de "baila" ter derivado de "balha". E ainda há uma terceira com o mesmo sentido e também aceite - "vir à bailha", mas esta é mais usada no Brasil. E "balha" não existe como palavra isolada, vive apenas na expressão. E pronto, fiquei um pouco menos ignorante.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal