Ceder às tentações

domingo, novembro 02, 2008


"Ceder a uma tentação é a única maneira de nos libertarnos dela. Se lhe resistimos, a alma enlanguesce, adoece com as saudades de tudo o que a si mesma proíbe, e de desejo por tudo o que as suas leis monstruosas converteram em monstruosidade e ilegalidade. Diz-se que as grandes realizações deste mundo ocorrem no cérebro. É também no cérebro que ocorrem os grandes erros do mundo"

in O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde (1891)



O mundo está cheio de restrições e proibições, isso é certo. O pior são as restrições que impomos a nós próprios, fazendo nossas as leis da maioria, aceitando-as como se fossêmos mais um membro do rebanho.
Mas fora dos rebanhos, as ovelhas negras são ainda mais criticadas.
E se simplesmente são os outros que estão errados?
E se tudo aquilo que seguimos não é o correcto?
E porque é que apenas não fazemos aquilo que nos apetece?
O medo de nos olharem de lado é tão horrível que nos iniba assim tanto?
O que é feito do "viver intensamente"?

Vamos todos dançar no meio da rua, beijar velhotas boquiabertas à passagem, agir como se tivéssemos dez anos, subir às árvores de fato e gravata, puxar o cabelo à miúda gira para nos metermos com ela, rir demasiado alto, pasmar no meio da rua a olhar aquela nuvem, correr nus sob um dilúvio, beber imperial às 8 da manhã, ...

...e não nos vão considerar loucos, nem imprudentes, mas sim génios.

Também deves gostar disto

1 comentários

  1. Fui eu que escrevi o último comentário, mas tava com um login duma cena da empresa...se puderes apaga :P
    Volto a repetir:
    Eu li o livro =) E gostei especialmente da parte do corre nus sob um dilúvio...que imagem bonita essa :P

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal