Crash

terça-feira, dezembro 30, 2008



"It's the sense of touch. In any real city, you walk, you know? You brush past people, people bump into you. In L.A., nobody touches you. We're always behind this metal and glass. I think we miss that touch so much, that we crash into each other, just so we can feel something."


in Crash, directed by Paul Haggis (2004)



A necessidade do toque é sobrenatural. Sendo o tacto um sentido tão importante, procuramo-lo inconscientemente. Sabemos de cor como é tocar na pele de alguém, e todas as sensações boas e más florescem a partir daí. Através do toque, sentimo-nos perto, sentimos que somos deste mundo. Sentimos, simplesmente. E quando isso nos falta, quase nos estampamos uns contra os outros, procurando esse toque, esse milésimo de segundo que nos diz que, se podemos ser tocados, é porque estamos vivos.

Também deves gostar disto

1 comentários

  1. "E quando isso nos falta, quase nos estampamos uns contra os outros, procurando esse toque, esse milésimo de segundo que nos diz que, se podemos ser tocados, é porque estamos vivos."


    "(...) e todas as sensações boas e más florescem a partir daí."

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal