Tédio

quarta-feira, setembro 14, 2011

"Porque o que mais custa a suportar não é a derrota ou o triunfo, mas o tédio, o fastio, o cansaço, o desencorajamento. Vencer ou ser vencido não é um limite. O limite é estar farto."

Vergílio Ferreira



Enquanto houver vontade e motivação, vai-se sobrevivendo às derrotas, ou celebrando as vitórias. Se a coisa correr mal, queremos ultrapassar essa situação, dar mais de nós, aprender com os erros, tentar de novo. Se a coisa corre bem, melhor ainda, o contentamento é absoluto e queremos outros tantos sucessos. Agora, quando o tédio e fastio se instalam, que mais há a fazer? As funções que desempenhamos e às quais estamos vinculados tornam-se tão repetitivas e monótonas que nos tornamos pessoas fartas e aborrecidas à velocidade da luz. Tudo custa, nessa altura. E esse é o limite. Não é a derrota. Motivados, encaramos a derrota. Entediados, a derrota mata-nos.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal