Weird Fishes / Arpeggi

segunda-feira, julho 30, 2012

"Turn me on to phantoms 
I follow to the edge of the earth 
And fall off 
Everybody leaves if they get the chance 
And this is my chance 

 I get eaten by the worms 
And weird fishes"

Radiohead - "Weird Fishes / Arpeggi"


Toda a gente foge quando tem oportunidade. Uma porta aberta.... não. Uma janela aberta... não. Uma fresta aberta e escapam. Basta uma racha na parede. Nós na ponta da Terra, onde não há mais nada, não há chão à nossa frente, só o abismo negro sem fim, e ainda assim damos o passo em frente se nos pedirem com jeitinho. Aceitamos que a carcaça do que sobrou do nosso corpo seja carcomida por vermes e peixes estranhos até não restar um vestígio de pele ou entranhas, se for esse o desejo de quem nos manda saltar para o nada. Damos mais do que o corpo ao manifesto, damos o fantasma da nossa alma penada ao diabo, porque já nem vale um cêntimo que justifique a venda. E depois é assim - toda a gente foge quando tem oportunidade, e nós outros, defuntos podres e putrefatos, continuamos no mesmo sítio porque não nos atrevemos a ir embora e a seguir em frente. E depois, quando nos apercebemos, de cadáver já não há volta.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal