Porque é que a marijuana é ilegal?

terça-feira, fevereiro 23, 2016

Um jornalista do Huffington Post que está a escrever um livro sobre a guerra contra as drogas deparou-se com a verdadeira razão da ilegalidade da marijuana e partilhou-a neste artigo, que vou tentar resumir nas próximas linhas.

Em 1929, nos Estados Unidos, um homem chamado Harry Anslinger foi colocado a dirigir o Departamento de Proibição, numa época em que o consumo de álcool era ilegal. Esta proibição revelou-se um desastre, visto que o álcool era controlado por criminosos, e tornou-se um produto contrabandeado de ainda pior qualidade.

Até esse momento, Harry sempre afirmou que a marijuana não trazia perigos para a saúde e que era inofensiva. A partir do momento em que o álcool foi legalizado novamente, ele viu-se à frente de um departamento e sem nada para fazer. Com o emprego em risco, virou todas as atenções para a canábis. De repente, apareceu uma montanha de malefícios associados - raiva, delírios eróticos (!), insanidade...

Harry até aproveitou um caso de um rapaz que matou a sua própria família à machadada para corroborar a teoria de que a marijuana nos faz violentos, e todos os pais da América ficaram em choque e com medo. Aproveitando a onda, fez uma pesquisa com 30 cientistas, e 29 deles disseram-lhe que a marijuana não trazia malefícios. Ele contactou o único que disse o contrário e levou-o à imprensa. O pânico estava instalado.

A marijuana foi então banida. Impuseram aos outros países que fizessem o mesmo e muitos deles, como o México, recusaram e bateram o pé. Como resultado, os Estados Unidos deixaram de exportar-lhes medicamentos. Os países sucumbiram e fizeram-lhes a vontade.

Entretanto alguns médicos quiseram provar cientificamente que Harry estava errado, mas foram sempre silenciados. Só alguns anos depois as verdades começaram a vir à baila. O jovem que matou a família, por exemplo, nem consumia marijuana, tinha sim uma doença mental. Outra verdade incontornável é que o álcool mata 40.000 pessoas todos os anos nos Estados Unidos e a canábis... zero.

Gostei muito do artigo e aconselho à leitura para se ficar com uma ideia mais completa. É chocante e nojento o que se impõe à população como o que é certo ou errado - depende mais do que traz lucro ou do que a opinião pública diz, do que propriamente de provas científicas. Neste caso, esta proibição estúpida que não tem razão de ser nasceu por causa de um homem que não queria perder o seu emprego... 

Estamos a falar de uma planta, já usada desde os primórdios dos tempos para diversos fins, incluindo medicinais. Entretanto, e passadas tantas décadas, o álcool e o tabaco, as verdadeiras drogas dos nossos tempos repletas de merda e químicos, que matam a todo o minuto por esse mundo fora, estão disponíveis ao alcance da mão, por todos. Não vos dá que pensar?


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal