Haters gonna hate Carolina

quinta-feira, março 03, 2016

A maioria das vozes que se levantam contra o facto de a Carolina Patrocínio andar sempre no ginásio, mesmo grávida, e logo depois de parir, são motivadas apenas e só pela inveja.


As mulheres invejam a forma física irrepreensível da miúda, que assim que pariu, em vez de ficar flácida e com as peles penduradas como a maioria das gajas, estava ali impecável com o seu 6-pack intacto. Não me venham com tretas - a depressão pós-parto não acontece por se olharem ao espelho e se sentirem maravilhosas. Os homens invejam simplesmente o marido dela, e os comentários de ódio são motivados sobretudo pela insatisfação nas suas parceiras.

Os comentários mais comuns são algo do género: "Ginásio a toda a hora? Isso não pode ser saudável para o bebé! Ela é completamente viciada!". Pois, meninas, digam-me lá que vício é mais saudável do que o ginásio. Toda a gente fosse viciada em ginásio e o mundo seria bem melhor. "Ah e tal, é uma doença!". Não. Doença é estar acamado, com gripe, com diarreia, tendinites ou gastroentrites. Isso é doença. Levantar cedo todos os dias e ir fazer exercício, puxar pelo corpo, combater o stress, é o oposto de estar doente. Isso são etiquetas injustas que vocês, os preguiçosos, usam para rebaixar uma actividade que de mau tem muito pouco.

Eu vou ao ginásio 5 dias por semana. No trabalho passo o dia todo sentada, são pelo menos 8 horas na mesma posição. Aturo as mesmas pessoas todos os dias. Passo por stresses que só eu sei. A melhor hora do dia é a do almoço, que é quando vou treinar. Suo, levo o corpo ao limite, espaireço a cabeça, fico mais leve, menos ansiosa, com menos dores nas costas, de cabeça, e mantenho-me em forma. Não consigo imaginar a minha vida sem o exercício. Serei doente?

Poucos compreendem a minha dedicação e não percebem porque é que vou ao ginásio em vez de ir aos almoços com os colegas ou para os copos. "Tens de ser mais social. Tens de te juntar a nós". Não. Tenho é de esquecer-vos e passar tempo longe de vocês, já que estou tantas horas por dia a olhar para as vossas fronhas e não me são nada. Se pudesse, passava mais tempo lá, e menos convosco. Curiosamente, estas são as mesmas pessoas que se estão sempre a queixar que não conseguem perder peso, têm dores, têm pouca energia, dormem mal e andam cansadas. A sério? Tudo o que é em excesso faz mal. Mas as coisas que fazem mal em excesso são piores. Mais vale comer fruta a mais do que fumar a mais. Mais vale exercício a mais do que beber álcool em excesso. Não?

Não conheço a Carolina - não sei o que ela faz para ganhar a vida, não sei se é boa pessoa, boa profissional, boa mãe, e nem me interessa. As piadas que fazem sobre o assunto e os memes até são engraçados. Acho apenas injusta a baixeza das críticas não construtivas de gente que dava um braço para ter a gordura corporal que ela tem. Tem a solidariedade desta que também se identifica como doente.

Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Não diria melhor, a inveja corrói são uns tristes!

    ps: ainda bem que não trabalho contigo :)

    ResponderEliminar
  2. Ahahah é verdade... Aliás, tenho um cartaz na minha secretária que dita: "I'm not anti-social, I'm anti-bullshit!"

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal