As coisas que se aprendem #17 - o Incidente do Passo Dyatlov

segunda-feira, maio 16, 2016

No ano de 1959, nove alpinistas experientes e quase todos provenientes do Instituto Politécnico de Ural fizeram uma expedição aos Montes Urais com o objectivo de chegar à montanha Otorten, percurso considerado de alto risco na altura. No dia 2 de fevereiro todos morreram. Nos três anos seguintes o percurso foi interdito.

O incidente está envolto em vários mistérios devido às circunstâncias em que os corpos foram encontrados. As tendas tinham sido rasgadas de dentro para fora. Seis membros do grupo morreram de hipotermia e os outros três morreram de traumatismos fatais - um tinha o crânio fracturado, outro tinha lesões cerebrais e faltava a língua a uma alpinista. Tinham pouca roupa vestida apesar dos vários graus negativos. Posteriores testes forenses indicaram a presença de radioactividade nas roupas das vítimas e a pele deles estava acastanhada.

Ao que parece, algo tão perturbador provocou o pânico no acampamento ao ponto de todos terem desatado a correr lá para fora, com pouca roupa apesar das temperaturas extremas. Como não houve sobreviventes provavelmente nunca saberemos o que aconteceu. As teorias foram muitas ao longo dos anos - avalanche, testes militares e até mesmo o Yeti são algumas delas.

Adoro eventos inexplicáveis ao estilo X-Files e não sabia da existência deste até ver o filme The Dyatlov Pass Incident. Fiquei estarrecida quando soube que era inspirado em factos reais. E é assim que se aprendem coisas novas.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal