Imagine

terça-feira, julho 20, 2010


"Imagine all the people
Living for today
(...)
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace
(...)
No need for greed or hunger
A brotherhood of man
Imagine all the people
Sharing all the world
(...)
You say I'm a dreamer
But I'm not the only one."

John Lennon - Imagine
in "Imagine" (1971)



Por vezes faço-o, imagino. E nos breves segundos em que o faço, entristeço de tal forma que não quero imaginar mais . Pela simples razão que, o que poderia ser tão simples e belo, tornámo-lo escuro, sombrio, complicado, pesado. Apenas concluo que somos maus, mesquinhos, arrogantes, obtusos. Viver poderia ser tão diferente... Estragámos tudo. Como é que a posse, o poder, se sobrepuseram aos simples valores que nos deveriam guiar? Em que ponto no tempo é que divisões de territórios, visões políticas, bens materiais, passaram a comandar a vida de todos nós? E se não existisse nada que nos dividisse. E se tudo fosse construtivo. Se as opiniões formassem um todo válido, e não caminhos separados, agressivos, divisórios. Se todos vivessem para o hoje, tirando partido do que se tem, de onde se está, com quem se está. Se existisse sempre a entreajuda, a partilha pacífica do planeta, e não houvesse maldade.
A existir o Céu, será algo parecido com esta ideia, mas decerto não terá a presença humana. Ou então, o passaporte está garantido para aqueles que conseguem imaginar.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal