Morte, vida, recomeço.

segunda-feira, janeiro 13, 2014

Este ano, ainda tão curtinho, tem-se arrastado tanto que tenho a sensação de que daqui a pouco já estará o Sozinho Em Casa a passar de novo na TVI.

No futuro vou-me lembrar de janeiro de 2014 pelo mês em que morreu Eusébio, ou pela data em que CR7 recebe a 2ª Bota de Ouro da sua carreira. Ou então pelo mês em que fui operada à hérnia discal e deixei de poder jogar à bola (só para não sair do âmbito futebolístico).

Mas como toda a gente já fala desses assuntos desenfreadamente (tirando da minha malfadada operação, não sei porquê), vou ser do contra e deixar o meu primeiro apontamento do ano para a vitória da série Breaking Bad nos Globos de Ouro, em especial para o Globo de Melhor Ator em Séries Dramáticas para Bryan Cranston. Este homem e esta série foram do melhor que aconteceu na televisão, a nível global, nos últimos anos. Colei-me emocionalmente ao fabricante de drogas canceroso e ao seu companheiro chunga durante cinco temporadas como se eles fossem a minha metanfetamina azul e pura. Torci pelos maus da fita, deixei de saber quem eram os maus da fita, e no fim caguei para quem eram os maus da fita. Só queria que eles vivessem para sempre. Walter White e Jesse Pinkman, foi uma boa viagem, esta que partilhámos.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal