Quando for grande...

sexta-feira, julho 11, 2014

... vou criar um festival como deve ser em Portugal.

Não vou ceder a modas, a apelos da pitaria, não vou consultar o que é mais vendido ou ouvido nas rádios.

Vai ser um festival em que os concertos vão começar às 11h da manhã e terminar o mais tardar às 22h. Este festival respeitará quem vai trabalhar no dia seguinte, ou quem vem de longe, ou quem não tem transportes para casa pela noite dentro.

Vai ser um festival com relva felpuda sempre debaixo dos nossos pés. Vamos poder abrir a boca para cantar, e comer até, sem ingerir quatro quilos de terra.

O palco vai ser bem alto, para mesmo as miúdas mais baixas conseguirem ver os seus artistas favoritos de perto.

A comida vai ser boa e barata, e até vai ter um mini-supermercado sempre aberto para aqueles que querem / precisam mesmo de poupar e para os campistas.

Os campistas vão ter duches quentes disponíveis. Não precisarão de ir para algum canal ou rio perigoso lavar-se por baixo.

E agora a música. A música simplesmente vai ter qualidade. Vão ser bandas mesmo daquelas... sabem... boas! Portanto Imagine Dragons, Miley Cyrus, Ivete Sangalo, Ed Sheeran, Avicii, lamento, mas não há lugar para vós no meu festival.

Já System of a Down, Metallica, Machine Head, Black Sabbath, Moonspell, Muse, Radiohead, QOTSA, Blur, Rob Zombie, Megadeth, Mão Morta, Rammstein, Bizarra Locomotiva, Nine Inch Nails, Arcade Fire, Scars on Broadway, Franz Ferdinand, Prodigy, Placebo, Static-X, Tool, Deftones, Ghost, Marilyn Manson, Slayer, Godsmack, Disturbed, Slipknot, Foo Fighters... acho que podíamos negociar um festival de rockalhada/pop bem jeitoso. Me aguardem.



Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal