O terror comanda a vida

sábado, outubro 17, 2015

"Terror de ficar sozinho, terror do escuro que povoava a imaginação de demónios, terror de fazer qualquer coisa fora do manual do bom comportamento, terror do julgamento de Deus, terror dos comentários dos homens, terror da justiça que punia qualquer falta, terror de arriscar e perder, terror de ganhar e ter de conviver com a inveja, terror de amar e ser rejeitado, terror de pedir aumento, de aceitar um convite, de ir para lugares desconhecidos, de não conseguir falar uma língua estrangeira, de não ter a capacidade de impressionar os outros, de ficar velho, de morrer, de ser notado por causa dos seus defeitos, de não ser notado por causa das suas qualidades, de não ser notado nem pelos seus defeitos, nem pelas suas qualiades. Terror, terror, terror. A vida era o regime do terror, a sombra da guilhotina".

In O Demónio e a Senhorita Prym, de Paulo Coelho (2000)


'O sonho comanda a vida', vê-se por aí nas frases feitas, nas letras das músicas, nos clichés das conversas banais. Mas não. Estão completamente enganados. É o terror que comanda a vida.

Não me digam que não se sentem aterrorizados, diariamente. Têm medo de perder o vosso amor, ou de nunca encontrar o vosso amor, de ficar sem nada, de ser despedidos ou de nunca encontrar trabalho. Vivem aterrorizados pela ideia de perder um filho, de ter um acidente, de falar em público, de não ser aceite, de contrair uma doença incurável, de nunca fazer aquela viagem, ou de andar de avião. Têm medo de morrer antes do tempo, do julgamento dos outros, de chocar os entes queridos, da desilusão. E eu também vivo com o meus terrores, claro.

Como diz o Paulo Coelho neste livro excepcional, o terror é a sombra da guilhotina. Segue-nos, está sempre presente, é o pequeno diabo no nosso ombro direito. Atenção, este terror também pode ser um impulso positivo e quando o conseguimos ultrapassar é brutal. Mas admitamos: quem, de nós, tarda em despedir-se do emprego miserável por terror de não conseguir outro melhor? Quem nunca hesitou em dar o primeiro passo por medo da rejeição? Quem nunca deixou de fazer o que lhe apetecia com medo de uma punição?

Quem não tem medo do lobo mau?


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal