Uma vez panhonha, panhonha até ao fim

segunda-feira, janeiro 25, 2016

O nosso ainda mui ilustre Presidente da República estava à espera das eleições para largar uma bufa malcheirosa no elevador, e fechar-nos a todos lá dentro.

Como é que é possível que este senhor tenha a lata de vetar, agora, quando sabe que está a dar as últimas, a adopção de crianças por parte de casais do mesmo sexo? Como é que esta poia humana e rugosa se lembrou de repente de "zelar pelos melhores interesses da criança"? Foi perguntar aos pirralhos se era do interesse deles continuar sem família ou ouvir Ivete Sangalo todos os dias? A múmia do Cavaco Silva esteve 10 (DEZ!) anos na presidência, não fez um caralho, e nos últimos dias de mandato mandou a liberdade às urtigas.

Tenho vergonha por este país. Nós é que somos do terceiro mundo. Ou do quarto, se houvesse. É este o país de extrema-direita que querem? Então parabéns, porque com as eleições de ontem é assim que vamos continuar. Sai um beto, entra outro.Mesquinhos, pequenos, tacanhos, preconceituosos, fechados. Obrigada às pessoas que não foram votar, é este o país que merecem.

Não caibo num país onde é mais aceitável as crianças não terem família e viverem em instituições do que serem criadas por pessoas do mesmo sexo. Vou-me embora.



Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Mais um devaneio ao qual eu estou de acordo consigo.
    Mais valia quando estava calado, pelo menos não fazia merdum!!
    Parabéns pelas novas funcionalidades de partilha, vou já estrear.
    Se fores embora...continua a escrever :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paulo, por ter gostado e por continuar a seguir aqui os meus devaneios :)

      Eliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal