Boas ideias #2 - quando eu morrer, façam-me crescer

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

Os meus amigos já sabem o que fazer quando eu morrer. De qualquer modo aqui deixo o meu testamento virtual, a minha vontade última, até porque há a hipótese remota de eu ser a última a morrer.

Quero que queimem o meu corpo vazio e que as minhas cinzas sejam colocadas numa Bios Urn, uma urna biodegradável, que se pode plantar e dar origem a uma árvore, de uma espécie à escolha. Não se preocupem, eu compro a urna, escolho a árvore, e vocês, queridos amigos, só têm de despejar as cinzas lá para dentro e enterrar-me numa floresta.

Quero misturar-me com a natureza, que os meus ramos cresçam para o céu, estar mais perto dos pássaros e das nuvens, inclinar-me com o vento e viver para sempre na forma rugosa de um tronco. Quero receber a chuva com regozijo, estar presa à terra, dar as boas vindas às intempéries, servir de abrigo a umas espécies e de alimento a outras. Quero que a minha morte seja vida também.

Não me interessa muito onde me plantem. Quero apenas que seja longe das cidades, dos ruídos, das buzinas, do fumo dos carros, do stress e das más caras. Que quilómetros me separem dos prédios, dos cruzamentos, dos semáforos e dos humanos. Não têm de me ir visitar ou fazer orações. Deixem-me apenas lá, perto das minhas semelhantes, entregue aos desígnios da natureza.

Desde já, obrigada, não se esqueçam por favor deste pedido singelo.

Mais sobre a Bios Urn aqui.


Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Respostas
    1. Fixe, não é? Comentei em casa e até a minha avó já quer o mesmo :P Imitadora!

      Eliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal