Vozes de gaja #2 - Clare Torry e o grito

sexta-feira, abril 15, 2016


Vá, não é bem uma voz. É um grito. "O" grito. Nesta categoria onde destaco as vozes de mulheres que consigo suportar, não pode faltar aquele que é para mim o melhor grito feminino da história da música.

"The Great Gig in The Sky" é a quinta faixa do álbum "The Dark Side of The Moon" dos Pink Floyd, de 1973, e penso que dispensa apresentações. Conta com a voz de Clare Torry.

Há duas razões pelas quais não simpatizo muito com a Clare. Primeiro, porque não mostrou entusiasmo nem profissionalismo na sessão de gravação. Fez os Pink Floyd adiarem a sessão porque tinha outras coisas para fazer e confessou posteriormente que nem gostava da banda. Depois de uns takes, foi a própria a dar a sessão por encerrada dizendo que não valia a pena continuar porque não conseguia fazer melhor.

Em segundo lugar, Clare processou os Pink Floyd em 2004 porque não a colocaram como co-autora da música. Tantas décadas depois, Clare lembrou-se disso. Ou esteve mocada desde 1973 ou viu-se sem tostão e decidiu aproveitar-se do álbum que esteve 15 anos na tabela de vendas da Billboard.

De qualquer dos modos, o facto é que os Pink Floyd conseguiram aproveitar o melhor de todos os takes de Clare e criaram uma canção que, sem uma única palavra, diz tanto, mas tanto. É de arrepiar, de fazer chorar, chega-nos cá bem ao fundo e traz-nos as emoções até cá acima. É o grito da alma, os sentimentos a falar, é tristeza e resignação, é esperança e beleza, uma viagem, um desespero. E é uma coisa diferente para cada um de nós.

Nunca saberemos se Clare conseguiria fazer melhor do que isto, mas assim de repente, ouvindo pela 1034ª vez, ainda me parece perfeito.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal