Pessoas estranhas #17 - os flamingos do ginásio

quarta-feira, maio 11, 2016

É comum ver os pavões do ginásio a olharem-se ao espelho, a fazerem músculo e a compararem-se com os amigos. Eles tocam-se, admiram-se, trocam galhardetes, elogios e bocas de escárnio. Usam aqueles tops com buracos para os braços que chegam ao umbigo, onde 'inadvertidamente' mostram os mamilos furados, as tatuagens e o grande bronze.
Lá andam eles, todos inchados, ombros para trás, peito espetado e andar gingão, dando uns olhares de relance para as melhores gajas, mas nada que se compare às vezes em que se miram a si próprios ao espelho. Fazem peito, bíceps e tríceps, ombros e costas como se não houvesse amanhã. Não há supinos suficientes para eles.

Quem os vê tão confiantes estranha tamanho amor-próprio quando se lhes olha para as pernas. Ou melhor, perninhas, pernocas, alicates, paus de vassoura, pouco mais do que cotonetes. Estes rapazes estão tão preocupados em encher a peitaça que se esquecem de trabalhar uma parte fundamental do corpo. Afinal, as pernas quase nunca aparecem nas selfies. Para quê se preocuparem?

Moços, por favor não faltem ao dia de perna. É para o vosso bem. Se o vosso objectivo é sacar gajas, julgam que o olhar delas vai parar na vossa cintura? Não, elas vêm a big picture, acreditem em mim. E nenhuma quer um gajo com perna mais fininha que ela. Se em vez disso têm motivação estética ou de saúde, acreditem também que o equilíbrio e a proporcionalidade corporais são das coisas mais desejáveis que podem ter.

Terem um tronco de uma árvore e perninhas de alicate faz de vós não os pavões que julgam que são, mas flamingos. Pensem bem que ave rara querem ser!


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal