Sonhos marados #24 - a traição

sexta-feira, setembro 16, 2016

Neste sonho muy caliente estava a trabalhar quando recebo uma mensagem de um amigo do meu namorado a dizer que precisava de falar comigo pessoalmente e com urgência. Quando saio vou ter com ele e tem para me mostrar uma filmagem no telemóvel com ele e o meu namorado a aventurarem-se nas putas. A filmagem é bastante porcalhona mas vejo tudinho para não haver cá dúvidas sobre a identidade dos prevaricadores. A única coisa que estranho é que os moços têm o cabelo comprido no vídeo (coisa bastante pertinente a reparar num vídeo com o meu namorado rodeado de putas e a receber sexo oral que aparenta ser bem satisfatório), mas o amigo dele diz-me que foram com uma cabeleira para não os reconhecerem nas imediações do bordel.

Fiquei lixada, claro que fiquei. Agradeci-lhe ter-me contado e perguntei-lhe porque o fez. Respondeu que não concordou com a atitude dele e que eu não merecia ser encornada, pelo que agiu nas suas costas e contou-me.

Fui confrontar o meu namorado, atirando-lhe um "não tens nada para me contar?" e ele com um ar muito admirado e inocente chama-me de maluca. "Vais às putas e não me dizes?", continuei (porque o verdadeiro problema aqui é ele não ter mencionado que se tinha ido satisfazer com outras mulheres). Ele começa a rir e diz que não vai às putas desde que me conheceu. Contei-lhe do vídeo, e ele tinha esse mesmo vídeo guardado no computador. Mostrou-mo, assim como a data de quando foi filmado e realmente já era anterior à nossa relação. Relativamente ao cabelo, parece que antigamente eles o usavam comprido, facto que desconhecia.

Vai-se a ver e os amigos tinham-se zangado por causa de futebol, e o outro tentou arruinar a nossa relação como vingança. No final ficou tudo bem, e de certeza que da próxima vez que for às putas me vai deixar pelo menos um post-it no frigorífico ou, quem sabe, convidar.



Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal