Time

sábado, junho 20, 2009


"Tired of lying in the sunshine staying home to watch the rain
You are young and life is long and there is time to kill today
And then one day you find ten years have got behind you
No one told you when to run, you missed the starting gun
(...)
Every year is getting shorter, never seem to find the time."

Pink Floyd - "Time"
in Dark Side of the Moon (1973)

Não sei o que hei-de fazer ao tempo. Sinto-me culpada por toda a inércia que por vezes me ocupa. Sinto-me retraída pela pressão do tempo a passar. A pressão tolda-me a vista e obscurece-me o pensar. Ouço inequivocamente o ponteiro dos segundos, e tento abstraír-me.
Não consigo inventar mais nada para fazer. Nada me satisfaz, ao nada pertenço. Inspiro, expiro. Fácil. Meio caminho andado para lá chegar. Ao pico. Eu sei que existe.
Conto dias. Só faltam cinco. Dois. É agora.
Assassina, eu, que mato o tempo, e vós também, em vez de lhe dares vida.
Enterremos todos os relógios, orientemo-nos pelo Sol.
Os ponteiros fazem-me confusão.




Também deves gostar disto

1 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal