A Embriaguez Também É Necessária

segunda-feira, agosto 10, 2009


"Às vezes também é preciso chegar até a embriaguez, não para que ela nos trague, mas para que nos acalme: pois ela dissipa as preocupações, revolve até o mais fundo da alma e a cura da tristeza assim como de certas enfermidades. E Líber foi chamado o inventor do vinho não porque solta a língua, mas sim porque liberta a alma da escravidão das inquietações; restabelece-a, fortalece-a e fá-la mais audaz para todos os esforços."


Séneca, in 'A Traquilidade da Alma'


Partindo do princípio de que todos os modos de evasão são válidos pelos seus propósitos, a embriaguez é sem dúvida um dos veículos mais eficazes. A embriaguez liberta, no sentido em que, conforme aumenta o seu grau, assim diminui a capacidade de dar atenção a qualquer problema. É claro que todo o raciocínio, simples ou complexo, é posto em causa, mas essa incapacidade é uma faca de dois gumes, que tem de ser minimamente "controlada". Embriaguemo-nos, e sejamos audazes.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal