Nação doente e imoral

domingo, junho 12, 2016

Faz lembrar o hino, mas em vez de "nação valente e imortal", neste momento é mais "doente e imoral". E hipócrita. E porca.

O casal de meia-idade que fez sexo em Paredes de Coura, durante o dia e à descarada aos olhos de todos os que passavam deve ter algum tipo de deficiência mental. Assim o espero. Porque gostarem do deboche e de fazer sexo em público é aceitável, e ninguém tem nada a ver com isso a não ser quem se depare com o sucedido. Fetiches são fetiches. Mas fazerem-no com a filha ao lado já roça o 'atrasadismo' mental. Se não for isso, são apenas uns filhos da puta, e prefiro o primeiro cenário.

Não há justificação para estarem a foder com a filha ao lado, enquanto esta está ali deitada a comer como se nada fosse. Aliás, a descontracção da miúda só mostra que não foi a primeira vez que isto sucedeu. Não há desculpa para tirarem a inocência de uma criança desta maneira. Não é com a visão dos pais a foder que ela deve crescer. Não é o vídeo da mãe a olhar deleitada com ar lascivo para a câmara enquanto cavalga o pai que deve ver quando for à internet. Não está certo, em lado nenhum do mundo.

A única coisa boa de isto ter acontecido é que o casal vai ser investigado. Gostava de ter visto alguém das pessoas que por ali passavam a tirar a miúda dali. Isso é que era. Por agora, era bom que este país se preocupasse mais com os maus exemplos que influenciam negativamente a vida de muita gente, em vez de meterem o bedelho na vida privada dos outros que não prejudicam ninguém. Porque há quem, por exemplo, apenas se ria com este exemplo de depravação imoral, e aponte o dedo aos homossexuais como se de criminosos ou doentes se tratassem.

Também deves gostar disto

1 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal