What the Health - o documentário que todos deviam ver

sexta-feira, setembro 15, 2017


Nós somos o que comemos - é algo que já ouvimos dizer muitas vezes mas parece que não o levamos muito a sério. Não temos noção de que as opções que tomamos influenciam incrivelmente a nossa saúde e a dos outros. E muitas vezes a culpa não é nossa. Não é do interesse das grandes empresas e do governo que estejamos conscientes dos perigos reais pelos quais passamos diariamente, porque está muito, mesmo muito dinheiro em jogo.

Este documentário vai à procura de respostas, sem medos. Vai até ao fundo das questões - ou pelo menos até onde é permitido, porque demasiadas coisas estão envoltas nos maiores segredos e protegidas pelo direito à confidencialidade. E onde há fumo, há fogo.

O documentário explora vários temas relacionados com a saúde - o crescimento da diabetes, das doenças cardiovasculares, do cancro, e de várias outras doenças crónicas. O realizador depara-se com realidades que parecem saídas de um outro planeta. Por exemplo, que depois de estar confirmado que o consumo de carne está directamente relacionado com a diabetes, a American Diabetes Association ter no seu site receitas "saudáveis" com carne. Ou, sabendo que o consumo de lacticínios aumenta em 49% o risco de morte após o diagnóstico de cancro da mama, nada é mencionado pela principal instituição de apoio à causa. E vai-se a ver, a tal associação do diabetes é patrocinada por empresas de carne embalada, e esta última é patrocinada pela Yoplait e KFC. E já agora, a American Heart Association é patrocinada pela Subway, Nestlé, Domino's Pizza, e mais de 10 empresas produtoras de carne e lacticínios. Portanto, é óbvio que estas instituições nunca nos irão dizer a verdade. Porque isso seria perder milhões de dólares.

O consumidor quer-se mal informado e cheio de doenças. Porque no fim das contas, quem acaba por bancar isto tudo é a indústria farmacêutica. Estamos basicamente a pagar o nosso fim. Estão a dizer-nos que para viver precisamos de bancar medicamentos e tratamentos até à morte. E nós mamamos isso com a mesma facilidade com que acreditamos que precisamos de leite para ter ossos fortes.

Não podemos deixar que nos atirem areia para os olhos. Temos o direito e o dever de estar informados. Se podemos viver mais e melhor, não podemos deixar que o capitalismo decida por nós a hora da nossa morte. Vejam o documentário, mal não vos vai fazer. Ao contrário da vossa próxima refeição.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal