Companhia

terça-feira, abril 21, 2009



"Diz-se da melhor companhia: a sua conversa é instrutiva, o seu silêncio, formativo"

Goethe



No sentido silêncio se descobrem os segredos de uma linguagem eternamente por explorar. Nas curvas de tudo aquilo que não se diz, caminhamos sem sair da estrada, roçando nos seus limites, sem nunca perder o equilíbrio, rebolando num asfalto deserticamente tolerável.

No silêncio se aprende, se capta, se partilha.

E nas palavras, saltamos pé ante pé para um outro lado, onde os significados e as ideias se transformam em algo tangível. Tudo parece possível, se dito.

E algures entre o silêncio e o som, entre o vazio sonoro, e a palavra proferida, perdemo-nos, não para sempre, mas por um segundo preso no tempo e no espaço, o segundo em que pensamos naquilo que vamos dizer, e onde tudo se entrelaça.

Também deves gostar disto

1 comentários

  1. Melhor do que a companhia que nos fala, é a companhia com quem podemos ficar em silêncio. E ainda assim, sabermos que nesse silêncio dissemos tudo :)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal