Ode

terça-feira, abril 14, 2009

"Alguém se lembrou de ter uma ideia.
Gritos saíram das gargantas exaltadas de admiração.
A tecla não se soltava, e o grito não parava.
Deliciosamente, a tecla foi solta, e o mais belo canto saiu.
Vozes solitárias se elevaram, culminando no mais tocante conjunto, e cantaram.
Pulam no espaço, aos milhares, por correntes de ar mal medidas, de mãos dadas, aos pares.
Acabam em ti.
Antecipo o passado, reflexo do sol, perdido no ar, nos teus olhos achado.
Ladrão de planetas."
Íris,
para ti.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal