No Excuses

segunda-feira, junho 07, 2010


"Had a bad day
Hands are bruised from
Breaking rocks all day
Drained and blue
I bleed for you
You think it's funny, well
You're drowning in it too

Everyday it's something
Hits me all so cold
Find me sittin' by myself
No excuses, then I know."

Alice in Chains - "No Excuses"
in Jar of Flies (1994)


O cansaço ensopa-me até aos ossos. Os tecidos pesam toneladas sobre o meu corpo. No entanto, sinto que a responsabilidade é só minha. Só a mim me cabe torcer os tecidos e sacudir a água tépida que os embala pesadamente. Tenho feridas, nódoas negras, cicatrizes, do lado de dentro da pele. Espero que desapareçam por si, enquanto me martirizo e me condeno, alastrando as feridas a tecidos antes saudáveis. Os dias chegam, todos semelhantes, e eu sangro, assim como tu também sangras. Podes não notar, e ris-te com desdém, mas é apenas uma questão de tempo até tomares consciência da sopa negra e vermelha, colectiva, onde estamos todos, partilhando o mesmo saco de papel, frágil e degradado, sujo, doente.
Então sento-me, tomo consciência, existo plenamente, sem mais desculpas, vamos lá. Fazer curativos, pôr pomada, repousar, lamber feridas. Temporariamente.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal