The Bright Side of Life

quarta-feira, abril 18, 2012

O pior dos dias felizes é ter termo de comparação. Saber o que é ter dias maus. Ter esses fantasmas sempre a pairar, como que a dizer: "espera aí que já vais ver como elas te mordem". O pior dos dias felizes é saber que a qualquer momento podem acabar. Que nada dura para sempre. É sentir o peso da outra face da moeda. É o diabo a lembrar-nos que a felicidade plena e para sempre não existe. É a dúvida dos "ses" a toldar-nos a vista e os pensamentos nocturnos. Mas que se lixe. Porque eu sei que se me conseguir concentrar no aqui, e agora, no já, no imediato, no hoje, no momento, neste segundo, neste instante, sou certamente uma das pessoas mais felizes que conheço. E saber isso, mesmo com o lado negro mesmo ao meu lado, dá-me um descanso momentâneo, efémero mas forte, que me ajuda a vislumbrar o "bright side of life". E num dia negro (que eles virão, estão à minha espera para me engolir), pelo menos saberei que neste dia, a esta hora, neste já, senti-me feliz, e já valeu a pena, cumpri.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal