O dia dos mais fixes

sábado, outubro 04, 2014

Hoje celebra-se o Dia do Animal. Os que me conhecem sabem o que sinto pelos animais e que o meu sonho é passar a minha vida rodeada deles, a ajudá-los e a providenciar-lhes tudo o que precisam para o seu bem-estar.
Respeito os animais como nunca respeitarei os humanos. Eles não conhecem a maldade, a hipocrisia ou o cinismo. São como são, todos diferentes nas suas personalidades, tendo em comum a pureza no espírito. Falam-nos com o olhar, fazem-nos companhia, adoram-nos e recebem-nos com mimos quando chegamos a casa, desde o momento em que os recebemos de braços e coração aberto, até ao fim das suas vidas.
São-nos leais todos os dias, não nos apunhalam nas costas e nunca nos desiludirão, logo, são os melhores amigos que podemos ter.

Quem abandona um amigo que o vê como o centro da sua vida, ou quem maltrata estes seres inocentes, não merece outra coisa senão uma morte lenta e agonizante.
Quem não compreende este amor no peito que se pode sentir por um animal e critica cruelmente quem sente, por mim pode ter o mesmo destino.

Hoje o canil do Seixal promoveu uma cãominhada para dar a conhecer alguns dos cães que aguardam por uma família que os acolha. Muitos nunca souberam o que é uma casa, outros viram os seus donos virarem-lhe as costas como lixo. Se têm capacidade, se têm amor para dar e querem receber um ainda maior, adoptem um amigo. Cão, gato, hamster, piriquito, não importa. Não se vão arrepender.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal