Um misto de sentimentos lixado

quarta-feira, novembro 11, 2015

Ver os Queen sem o Freddie Mercury é como comer pão duro sem nada, nem sequer um pouco de manteiga para aligeirar a coisa. Mas quando a fome aperta, come-se na mesma. É assim que me sinto.

Os Queen são das minhas bandas preferidas de sempre e o meu amor ao Freddie será eterno. Quando soube a notícia da vinda da banda com o Adam Lambert ao Rock in Rio, fiquei sem saber se havia de pular de alegria ou chorar de tristeza (também se pode pular de tristeza e chorar de alegria). Alegria pelo peso mítico de uma banda que mudou a história da música cá vir. Tristeza porque quem vai estar ao microfone é o Adam.

Não sei dizer quem gostaria de ver no seu lugar. Não há ninguém capaz de substituir o Freddie e toda a gente o sabe, até o Adam, nem é sua pretensão fazê-lo. Se calhar até é a melhor escolha.

Fico mais motivada por ver este vídeo (arrepiante, principalmente no fim) e verificar que a magia não morre. Que ninguém quer superar o Freddie, querem sim homenageá-lo, integrá-lo no espectáculo e perpetuar o eterno rei dos palcos. Fazer dinheiro à custa dele, também? Talvez. Mas também podiam fazer dinheiro à custa dele sem a vassalagem que lhe prestam. Aliás, estes meninos nem precisam de mais dinheiro.

É com um misto de sentimentos lixado que vou, mas vou!

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal