Vozes de gaja #3 - Kylie Minogue, a rosa selvagem

segunda-feira, maio 09, 2016


Não gosto nem costumo ouvir Kylie Minogue a solo. Não tenho por hábito ouvir pop nem aprecio as composições básicas desse estilo aliadas às tendências electrónicas, e talvez por isso se justifique o afastamento. Não ligava nenhuma à Kylie, até há alguns anos atrás quando ouvi Where The Wild Roses Grow pela primeira vez. Um dueto com Nick Cave que aconteceu há mais de 20 anos e que foi um grande marco na carreira dos dois.

Nela, Kylie está num registo mais grave e controlado, muitas vezes sussurrado, acompanhando o conhecido timbre da voz de Nick Cave. A música é calma, melódica, e nunca tinha ouvido Kylie assim. E adorei. É verdade que continuo sem gostar de a ouvir a solo, mas dei-me ao trabalho de a ouvir melhor e respeito-a. Já é um grande avanço na minha aversão às vozes de gaja.

Esta música é "só" umas das minhas favoritas de sempre e a letra é um diálogo entre um assassino e a vítima. E Nick Cave compo-la a pensar especificamente em Kylie (mórbido, como eu gosto) e só por isso vale aqui a menção à mulher que deu origem a esta obra-prima.

Também deves gostar disto

4 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal