Algumas palavras sobre religião, por Umberto Eco

segunda-feira, novembro 21, 2016

"Começas a tê-los à tua volta assim que nasces, quando te baptizam, voltas a encontrá-los na escola, se os teus pais foram tão beatos que te confiaram a eles, depois há a primeira comunhão, e a catequese, e o crisma; o padre está no dia do teu casamento a dizer-te o que deves fazer no quarto, e no dia seguinte a perguntar-te em confissão quantas vezes fizeste aquilo para poder excitar-se por detrás da grade. Falam-te com horror do sexo, mas todos os dias tu os vês sair de um leito incestuoso sem terem sequer lavado as mãos. e vão comer e beber o seu senhor, para depois o cagar e o mijar.

(...) a religião é também a cocaína, porque a religião levou e leva às guerras, aos massacres dos infiéis, e isto é válido para cristãos, muçulmanos e outros idólatras (...) Os homens nunca praticam o mal tão completa e entusiasticamente como quando o fazem por convicção religiosa."

in O Cemitério de Praga, de Umberco Eco (2010)


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal