Pessoas estranhas #50 - o cego maldisposto

terça-feira, fevereiro 28, 2017

Há um senhor cego, que anda pelos transportes públicos muito elegante, de fatinho. Até a sua "vareta" é muito high-tech - o homem dá-lhe uma sacudidela subtil e aquilo estende-se como se tivesse vindo do Inspector Gadget.

Ele lá vai andando, muito senhor de si e confiante, completamente habituado ao seu caminho e às suas andanças, mas há pessoas que, quando reparam que é cego, tentam ajudá-lo. Se o metro não pára em frente dele, elas tentam encaminhá-lo para o sítio certo, por exemplo, ou dizem-lhe algo como "tem escadas à sua frente!". E o homem, de todas as vezes, responde:

EU SEI!!!!

Isto num tom peremptório e algo furioso, como se estivesse farto (e deve estar) que o tentem ajudar quando ele não precisa. Até abana a cabeça em tom de desagradado incómodo, e aposto que até tenta revirar os olhos que não lhe vejo. Às vezes até fico a reparar nas pessoas que o tentam ajudar, só para as ver saltar de surpresa quando ele lhes responde assim e rir-me à socapa.

Por um lado compreendo que não deve querer ser tratado como um coitadinho quando não o é, mas o homem deve ter ultrapassado o limite da paciência para parecer um urso pardo zangado.


Também deves gostar disto

1 comentários

  1. Instintivamente as pessoas querem ajudar! E são instintivamente recusadas! Talvez o high tech seja suficiente para o tal senhor viver!

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal