A incrível história de Desmond Doss

terça-feira, abril 25, 2017

Desmond Doss sentiu a necessidade de se alistar para o exército americano, mas com motivações diferentes do resto dos soldados. Devido às suas convicções religiosas e motivado por outras razões pessoais, Desmond recusou-se, sempre, a tocar numa arma. Partiu para o terreno na Segunda Guerra Mundial com o propósito único de salvar vidas, recusando-se a tirá-las.

Como objector de consciências, foi gozado, humilhado e violentado. Foi chamado de cobarde e ninguém queria combater ao lado de um homem que não queria matar por eles. Mas persistiu. Já no campo de batalha, após uma carnificina no combate com o inimigo, Desmond ficou sozinho para trás, e foi sozinho que acabou por localizar e transportar dezenas de feridos que teriam ficado para morrer se não fosse ele.

O seu acto de coragem ficou para a História e fez com que fosse reconhecido, tanto no imediato, ganhando finalmente o respeito dos seus pares, como depois, ao ser o primeiro objector de consciências a ser condecorado.

No filme Hacksaw Ridge, Andrew Garfield interpreta grandiosamente Desmod Doss em toda a magnitude e humildade deste homem incomparável. A nomeação ao Oscar fez todo o sentido. Longe vão os tempos em que me irritava com o seu papel de Homem-Aranha pós adolescente. A minha impressão dele começou a mudar quando entrou na pele de um travesti num videoclip de Arcade Fire e depois, definitivamente, no filme 99 Casas. Está feito um actor como deve ser, sim senhor.

Mel Gibson tem de ser também reconhecido. Tornou as lutas, as batalhas, os cenários em momentos épicos. Uma realização de louvar que acima de tudo torna a história ainda mais grandiosa, com alguns ingredientes óbvios mas necessários numa trama como esta. Acho até que está um melhor realizador do que actor. Pelo menos nos últimos filmes em que tem entrado...

Hacksaw Ridge - recomendadíssimo.

Também deves gostar disto

6 comentários

  1. "Longe vão os tempos em que me irritava com o seu papel de Homem-Aranha pós adolescente"

    "Acho até que está um melhor realizador do que actor. Pelo menos nos últimos filmes em que tem entrado..."

    Temos que ter um conversa séria pessoalmente.

    ResponderEliminar
  2. Ahahahaha já sabias a minha opinião :D

    ResponderEliminar
  3. Será que é desta que passo a tolerar o Andrew?

    Quanto ao Mel, desde o "A Paixão de Cristo" não me desilude.

    ResponderEliminar
  4. Se não for com este, não sei! Experimenta :)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal