Há donos que deviam ser abatidos

quinta-feira, abril 27, 2017

Cada vez que há um caso de ataque de animais a humanos e se mete a hipótese de abater o bicho, revolvem-se-me as entranhas de indignação. Como é que não entendem não há raças perigosas? Que não há animais maus? O culpado de tudo é, sempre e só, o humano de merda que está por trás disto.

Ou seja: donos violentos geram cães violentos. Assim como pais violentos geram crianças violentas (e deprimidas, socialmente estranhas, idiotas e por aí fora). Donos que batem geram animais que querem morder. Donos que atiçam geram cães que querem atacar. Há raças em que este estímulo é mais fácil de passar? Claro, assim como há raças mais propensas a tudo (a serem treinados para cães polícia, a serem cães guia, a trabalharem com crianças autistas...) mas, como não me parece difícil de entender, a educação vem do exemplo.

Mudam-se tanto as leis, abrem-se um pouco as mentes, mas quem se lixa são sempre os mesmos. Há tanto assassino, ladrão, corrupto, pedófilo, a passear por aí, e ninguém os abate. Com os animais, seres irracionais que respondem a estímulos, a primeira coisa que se mete em cima da mesa é a sua morte.

Reconheço a frustração dos lesados, mas isto não é justiça. Não é respeito pela vida nem pelo próximo. Nós não estamos acima de ninguém nem de nenhuma espécie. Não temos esse direito. Somos nós que promovemos o ódio, não eles.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal