Não Deixes Transparecer o Teu Ódio e a Tua Ira

terça-feira, setembro 08, 2009


"Deixar transparecer a ira ou o ódio em palavras ou expressões faciais é inútil, perigoso, pouco inteligente, ridículo e vulgar. Sendo assim, a ira ou o ódio devem ser demonstrados unicamente nas acções, e isso poderá ser feito tão mais perfeitamente quanto mais perfeitamente forem evitadas as atitudes anteriores."


Arthur Schopenhauer



Faz todo o sentido. Fazer cara feia e insultar não atingem o objecto da ira, de modo satisfatório. Há que manifestar o ódio através de formas que sejam realmente palpáveis e realizáveis em acções específicas. Mas antes de tudo, não devíamos estar aqui a constatar que o ódio é um sentimento reprovatório? Não. Quem não odeia? Todos odiamos, e não acredito na pureza de ninguém. Há quem diga que odiar é desperdício de energia. Mas para quem é hiperactivo, gastar energia não parece assim tão má ideia. É tão inevitável odiarmos quanto adorarmos.

Também deves gostar disto

1 comentários

  1. Eu só não acredito muito no acto de odiar alguém ou algo porque me parece mesmo uma perda de tempo com pouco retorno. O que é que se ganha com isso? Só frustração e amargura mesmo...

    Mas claro que cada pessoa vive as coisas de maneira diferente. Para alguns pode ser que dê algum prazer, não sei...

    Também não vou dizer que nunca tive os meus momentos de raiva mas felizmente são raros e passageiros ;)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal