Sonhos marados #3 - O náufrago num casulo

segunda-feira, abril 20, 2015

No meu sonho eu estava no topo de uma falésia, a observar o mar. Nisto o estado deste começa a piorar, e grandes vagas se formam.

Uma das ondas levanta consigo um objecto estranho e tento perceber o que é. À medida que se aproxima, percebo que é uma pessoa a esbracejar dentro daquilo que parece ser uma cápsula de plástico. Quase como um balão horizontal, transparente, e quase cheio de água.

Conforme as ondas sobem e descem, a pessoa lá dentro ora tem a cabeça dentro ou fora de água. Parece aflita. As ondas sobem bastante, e este estranho casulo vem parar à altura da falésia.

Com a ajuda de uma velhota que só então reparei estar a meu lado, puxámos o senhor aflito, envolto no seu casulo de plástico e sempre a esbracejar. Ficou ali, aos nossos pés, a lutar pelo pouco ar.

Olhei para a velhota e ela olhou para mim. A senhora estava bastante bem para a idade. Devia ter uns 70 mas tinha uma figura elegante, um penteado na moda, e um biquini que lhe assentava muito bem. Ambas encolhemos os ombros. Ela afastou-se, sem dizer uma palavra. Eu olhei para o senhor suplicante mais um pouco, e acabei por me afastar também.

Fui-me embora e deixei-o dentro daquela estranha casota de plástico com pouco ar ainda respirável lá dentro, mas senti-me em paz. Não quis saber se ele vivia ou morria. Estarei a ler demasiado Stephen King?


Também deves gostar disto

1 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal