Ser headbanger...

terça-feira, agosto 18, 2015

Ser headbanger não é nada fácil e conforme a idade avança torna-se ainda mais complicado. Não é que custe abanar o capacete nos concertos. Aí a adrenalina toma conta do corpo e é sacudir a cabeça até os cornos baterem quase no chão.

O que custa são os dias seguintes. São umas dores tão grandes no pescoço que uma pessoa nem consegue olhar para os lados na passadeira. Tem de se virar o corpo todo ao mesmo tempo, seja em que actividade for. Dizer que sim ou não com a cabeça torna-se uma tarefa impossível, o que me custa imenso, porque não gosto de falar com as pessoas e assim tenho mesmo de lhes responder.

Depois é como as bezanas - as dores duram cada vez mais tempo conforme se está mais velho. Antigamente doía no dia a seguir aos concertos e era na boa. Desta vez, tive concerto no sábado, hoje é terça e ainda não me consigo abaixar para apanhar uma cena no chão. Tenho de descer o corpo todo, como se das pernas para cima fosse o pau duma vassoura.

Ando no ginásio todos os dias e não aguento este exercitar intenso do pescoço. Acho que devia haver uma aula de headbanging para reforçar estes músculos. Somos muitos a precisar disso.



Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal