Dois filmes sul-coreanos dignos de registo

quarta-feira, dezembro 14, 2016

Recentemente vi dois filmes de ação sul-coreanos dignos de referência. Apesar dos temas serem batidos, o cinema asiático tem qualquer coisa de cru, sem artifício, que dignifica as fitas.

O primeiro é "Train to Busan" (Busanhaeng), uma história apocalíptica com zombies, toda passada dentro de um comboio. Sim, uma mistura de The Walking Dead com Snowpiercer, mas em bom. Sem merdas, sem sentimentalistos, sem falsas promessas - é a luta pura e violenta pela sobrevivência, aliada a uma direcção e fotografia fantásticas. Ao contrário da maioria dos filmes do género, cujo tema é tão comum que já enjoa, o filme não nos deixa sequer pestanejar - agarra-nos bem forte do princípio ao fim. Até os zombies são porreiros - nada das coisas lentas e desajeitadas do The Walking Dead. Estes são coisa séria. Rápidos, incisivos, estupidamente mortais.

O segundo é "The Tunnel" (Teo-neol), sobre um homem que vai a caminho de casa, passa num túnel e este desaba à sua passagem. Sobrevive, completamente soterrado dentro do carro. Tem o telemóvel consigo e consegue ligar para o serviço de emergência, para mais tarde descobrir que vai levar muito mais tempo do que imagina a ser desenterrado. E tem consigo apenas o bolo de aniversário da filha e duas garrafas de água. Vivemos o drama deste homem, o tédio dos dias a passarem, o seu isolamento, as suas dificuldades, a fome, a sede e a loucura a chegar. É também um filme que nos agarra e que nos faz torcer pela sua sobrevivência, depois do que aquele homem está a passar, do desastre do acompanhamento da situação pelos media e pelas equipas de salvamento.

Ambos os filmes são deste ano. Entretanto, os americanos macaquinhos-de-imitação não podem ver nada e vão fazer uma versão do "Train to Busan", e deve sair dali uma coisa esperta.

Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal