La Bella Italia!

terça-feira, outubro 11, 2016

Passei os últimos dias em Roma e vim de lá encantada. Tanta história e beleza num só sítio parece irreal, agora que revejo os acontecimentos. Parece mentira ter estado em locais com tanto peso, onde tanto se passou e onde tudo parece impossível. Aqui fica o resumo de uma pequena viagem numa das cidades mais importantes da história da humanidade.

O positivo

Os marcos principais
Obviamente. Visitámos tudo o que era imperdível e nada desiludiu. Por vezes chegamos aos locais mais turísticos das cidades e a impressão fica um pouco aquém do que se imaginava e não é, totalmente, o caso. Os principais marcos - o Coliseu, o fórum romano, o Vaticano, a Fontana Di Trevi, por exemplo, fazem-nos engolir em seco de tão impressionantes. Tudo é grande, enorme, gigante, e parece impossível como é que obras tão colossais foram feitas há tanto, tanto tempo. Parece humanamente impossível mesmo para os dias de hoje. Andar pelo Museu do Vaticano é ganhar uma dor no pescoço para se apreciar aqueles tectos, as tapeçarias penduradas, as estátuas... A beleza, o traço e as técnicas de pintura daqueles tectos altíssimos e intermináveis é de cortar o fôlego. E quando se chega à Capela Sistina e se olha para o "dedo" de Michelangelo... pfff... Assim como a Basílica de São Pedro - aquelas arcadas, a estrutura, as esculturas, os vitrais - tudo é imponente e impressionante e, mais uma vez, parece impossível. É mesmo a palavra do dia - impossível - não parece real e humanamente realizável. Tudo pertence a uma época notável e irrepetível e nada do que o futuro nos traga, e a tecnologia e os avanços de tudo, se comparará a isto.

A comida
Comemos muito do óbvio, claro - pizzas, massas e gelados. E fizemos muito bem. Mas atenção, fica o conselho - se querem comer pizzas como deve ser vão às lojas de rua que vendem à fatia. Foi aí que tive orgasmos alimentares e que realmente valeu a pena. Nos restaurantes as pizzas são mesmo muito finas e na maioria das vezes desenxabidas. Já comi por cá pizzas muito melhores. Mas as da rua... credo.
Os gelados parecem ser bons em todo o lado, mas tenho de dar destaque à Gelataria Romana, que partiu tudo. Tão, tão, tão bom. Era capaz de pagar agora um avião para comer aquilo outra vez. Não achei os preços assim tão caros como tenho ouvido dizer. Um gelado maravilhoso de tamanho grande na Romana foi 3€ e consegue-se uma refeição completa num restaurante, com bebida e sobremesa, à volta dos 12€.

O verde
Há verde em todo o lado. Há imensos jardins, árvores, canteiros, heras a subir pelos prédios acima, vasos nas janelas... Mesmo fora do centro e nos subúrbios, o verde nunca é descartado, e é uma das coisas que mais falta me faz em Portugal. E parece que cada italiano tem um cão, e é vê-los a correr à solta nos pontos verdes principais, e cocó, nada!

O negativo

A porcaria
É uma cidade porca. Fora do centro histórico é mais grave, com lixo no chão por todo o lado - garrafas de plástico, invólucros de comida, beatas, enfim, não é muito bonito de se ver. Os prédios estão todos "pixados" com grafitis e tags, as pontes, os baldes do lixo, nem sei como aquela gente tem tanto spray para gastar. Não é nada bonito. No centro os edifícios históricos parecem ter sido poupados ao spray mas não ao lixo e é muito mau estar nas ruínas romanas e ver por lá garrafas de água e de coca-cola jogadas ao deus dará. O ser humano é uma porcaria em todo o lado.

Tanta gente 
Nunca visitei uma cidade com tantos turistas. Havia ruas em que andar era uma tarefa praticamente impossível, e foi uma pena ver monumentos completamente à pinha. Acredito que com menos gente teria gostado ainda mais.

Os italianos são malucos a conduzir e não são especialmente simpáticos
Nunca vi nada assim. Eles simplesmente andam a abrir por todo o lado e as passadeiras existem só para enfeitar o chão. Eles não param e ponto final. Nos dias todos em que lá estive, apenas um condutor abrandou para passarmos. Uma pessoa tem de se meter à frente e rezar para não ser atropelada. Mesmo quando há semáforos, estes duram apenas uns segundos no verde. Não sei como pessoas com mobilidade reduzida conseguem passar, porque quando fica verde para eles, aceleram e pronto, esteja à frente quem estiver.
Os italianos simpáticos que encontrámos e dispostos a ajudar contam-se pelos dedos de uma mão. Não fazem qualquer esforço para nos entender e raramente falam inglês. Até chegámos a ser gozados e a assistir a muita má educação. Não são nada receptivos, nunca pensei que ainda fossem piores que os espanhóis...

Resumindo, valeu mesmo a pena e agora que já cá estou parece que estive num sonho. Não vou comer pizzas durante uns tempos, agora é desintoxicar e correr muito para queimar isto tudo. Umas fotozinhas para recuerdo:
















 

Também deves gostar disto

7 comentários

  1. Por acaso já me tinham dito que era uma cidade meio porcalhota (mas também me disseram que Atenas é ainda pior). Mas nao será a cidade...Mas sim o desrespeito dos turistas que lá vão. Nojentos.

    Quanto à simpatia, se são piores que os espanhóis....MEDO. Mas os de Barcelona (não serão bem espanhóis :p) são mais simpáticos.

    A beleza...de invejar. O gelado... só de pensar já me estou a lamber.vou seguir as tuas recomendações quando lá for :)

    ResponderEliminar
  2. Vendo as belissimas fotos, até parece uma cidade vazia :-)
    Na lista para visitar, mas lá para o fundo.... Bons conselhos a seguir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não meta no fundo Paula, é dos locais mais belos que visitei e até é económico :)

      Não se deixe enganar pelas fotos, cortei as pessoas na maioria, e voltei a alguns locais perto de casa ontem de manhã para tirar fotos com mais espaço para respirar :)

      Obrigada pela visita!

      Eliminar
  3. Os turistas são grandes responsáveis pelo lixo, mas não são os únicos. No percurso de autocarro até ao aeroporto deu para ver que nos subúrbios é a mesma coisa :/

    Sim, já me disseram que os catalães são uma excepção, mas nunca pensei que os italianos fossem assim...

    Tens mesmo de ir, vais adorar :)

    ResponderEliminar
  4. Também está no top das minhas cidades favoritas :) E os gelados, ah os gelados!

    Sim, é realmente um bocado porca, e as pessoas não são muito prestáveis, não. Mas posso confirmar que Atenas é pior. Em ambos os aspectos. A Roma voltava sem hesitar, a Atenas, uma vez já me chegou!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só pelos gelados tenho vontade de voltar, raios partam :p ainda não fui à Grécia mas isso realmente não merecia parece nada apetecível!

      Eliminar
    2. Só pelos gelados tenho vontade de voltar, raios partam :p ainda não fui à Grécia mas isso realmente não merecia parece nada apetecível!

      Eliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal