Sonhos marados #26 - yoga a nu

quinta-feira, outubro 20, 2016

Portanto tinha aberto um novo clube da cadeia de ginásios que frequento e fui experimentá-lo. Fui à aula de yoga, tirei uma senha para a dita cuja, e ao fazê-lo uma rapariga que lá trabalhava pergunta-me se já sabia da grande novidade. Perante a minha resposta negativa, revela-me que as aulas de yoga deste clube serão feitas totalmente a nu - toda a gente tem de estar em pelota, para uma maior comunhão com o meio e sensação de bem-estar.

Fico um bocado paralisada pela surpresa e começo a fazer contas mentalmente a ver se não estaria com o período e se teria feito a depilação. Depois de me auto-responder, "não" e "sim", digo "ok, vamos lá a isso!".

Arrependo-me imediatamente, pois não sei bem que fazer. Vou logo nuazinha para a aula, andando pelos corredores com as carnes penduradas e pipi exposto? Ou é para despir lá dentro? Começo a observar então as senhoras no balneário e já estão todas como vieram ao mundo. Suspiro e faço o mesmo. Lá vou eu, no meio delas, camuflada, em manada, que isto na natureza e em grupo é mais fácil.

À porta da sala de yoga fica então um grupo bastante variado de pessoas à espera. Homens, mulheres, velhos, novos, pretos, brancos, ciganos, gordos, magros, tudo a mostrar os seus atributos no meio do corredor, enquanto os outros usuários do ginásio passavam boquiabertos com tamanho despudor. Sinto-me encolher até a aula começar, mas depois as luzes apagam-se e descontraio. Acabou por ser uma aula fantástica e acordei relaxadinha como se tivesse mesmo lá estado. Quem sabe não estará aqui um novo conceito.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal