Westworld é do outro mundo

quinta-feira, outubro 13, 2016

A mais recente série sensação da HBO é um arraso. Ainda só vai no segundo episódio mas a continuar com esta qualidade arrisca-se a ser uma das melhores séries de sempre. "Westworld" centra-se na inteligência artificial, mais precisamente num parque temático ao estilo do velho oeste onde robôs com uma aparência humana perfeita satisfazem os desejos e os luxos dos abastados clientes que desejam visitar esse mundo alternativo.

Lá, cada um pode ser aquilo que quiser e fazer o que bem entender. Há tramas a acontecer a cada esquina, prostitutas para foder, bandidos para matar, tesouros por descobrir, e tanto mais, enquanto nos debatemos interiormente com as questões éticas e morais da coisa. Assistir à programação dos robôs, à sua reparação e preparação é uma delícia, principalmente nos momentos em que tudo começa a descarrilar.

O cast é excelente. Tem o Anthony Hopkins no papel do criador deste mundo alternativo e isso por si só já bastava, mas também tem um Ed Harris mauzão, uma Rachel Evan Wood angelical e cheia de segredos, uma sexy e provocadora Thandie Newton, um Rodrigo Santono como bandido e montes de outras personagens complexas e interessantes.

É uma série impressionante que nos faz questionar aquilo que o futuro nos trará e se o avanço tecnológico alguma vez terá limites. Curiosamente, a série é baseada num filme com o mesmo nome de 1973 e tenho absolutamente de ver, deve ser muito à frente do seu tempo. Vejam a série. É brutal. Tem mortes, sangue, sexo, imoralidades, uma trama complexa, segredos, e levanta tantas questões... e isto só em dois episódios. Ah, e a banda sonora é um luxo...



Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Só conheço o filme, com o Yul Brynner (e nunca o consegui ver todo, nem tive quando passava na tv forma de o gravar). Mas este é um elenco de luxo, mesmo. Temos reparado lá por casa que cada vez mais os grandes actores (Anthony Hopkins e Ed Harris são exemplo) se viram para as séries de tv. Sobrevivência?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez sobrevivência, neste caso acredito que o fabuloso argumento e produção tenham ajudado à decisão. Veja, se tiver oportunidade. Obrigada pela visita!

      Eliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal