Finito

domingo, março 04, 2012

Já sabemos de antemão que tudo o que é bom acaba depressa. Não é fácil ter estado no paraíso e de repente ter de descer à terra.
Numa semana, conheci 3 cidades, vi 3 concertos fantásticos, tive muitas dores (todas valeram a pena), muito cansaço. Andei imenso a pé, foram demasiadas horas em transportes públicos, muita porcaria que se comeu. Vi outras culturas, muita gente, lojas, edifícios, jardins. Comi algodão doce, muffins, chocolates, gelados. Apanhei sol, chuva, frio e calor. Vi o assassino do Scream tocar acordeão em Dublin. Vi africanos a dançar na rua em Manchester. Uma israelita mostrou-me um truque tosco para ter unhas bonitas. Vikings simpáticos e embriagados gritaram o nosso nome para centenas de pessoas.
E a companhia da minha cara-metade.
Por mim, continuava por lá. Regressar é um choque que queria ter evitado por mais um tempo. Uma coisa é certa - quanto mais tempo passo lá fora, mais me apercebo que a tugalândia é muito, muito fraquinha.

Ficam as recordações. Esta, de Dublin, O2 Arena:


Também deves gostar disto

1 comentários

  1. Olá! Interessante seus escritos e cativante seu aparente "estilo de vida".

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal