Até sempre, Major Tom

segunda-feira, janeiro 11, 2016

Estou em choque. Dias após ter aqui escrito a celebrar-lhe a vida, David Bowie morreu. Morreu um homem-mito que é um dos responsáveis pelo meu amor pela música.

Ouvir agora o álbum que ele lançou dias antes de morrer é completamente diferente. Soa a despedida, à partida inevitável de alguém que sabia, e nós não, que ia ser finalmente levado por desígnios injustos. Mas resignado, aceitando o seu destino e o seu direito a perfilar para sempre como uma das maiores estrelas que o mundo já viu e ouviu. Uma blackstar.

Apesar de ter deixado uma obra imortal que vai ficar para todo o sempre, custa. É ver partir uma fonte de inspiração, um dos maiores talentos que o mundo já viu, uma força inesgotável, um deus.

Não me vou alongar. Estou muito triste e as palavras esgotam-se. É arrebatador. É um dia de luto para o mundo. Adeus, camaleão, estrela negra no céu, génio, mito, Ziggy Stardust.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal