Boas ideias #22 - baixa para assistência aos animais de estimação

segunda-feira, outubro 16, 2017

É um tema que o PAN tem em cima da mesa e que está a gerar muita confusão, porque agora uma mulher italiana ganhou um processo em tribunal para ter direito ao pagamento dos dois dias que teve de faltar ao trabalho para dar assistência médica ao seu cão.

Os sabichões das redes sociais, os reis super engraçados da opinião de cu-sentado, alegam que estão tristes porque lhes morreu uma barata e precisam de uma semana em casa para recuperar; outros dizem ainda que não andam a trabalhar para os outros serem calões; há também os que constatam que os animais são mais bem tratados que os humanos.

Pois eu digo que no mundo ideal, todos são bem tratados - animais e humanos. No mundo ideal, as pessoas têm bom senso para tomar todas as decisões em consciência; no mundo ideal, os nossos impostos serviriam para ajudar quem realmente precisa. Mas no mundo em que vivemos, tanto animais como humanos q são maltratados. Há pessoas que se aproveitam de baixas e rendimentos que não merecem. E os nossos impostos não vão parar aos sítios certos, e há muito filho da puta a viver deles.

Posto isto, sei que na mente destes reis é difícil "entrar" que os animais fazem parte da família. Para muitas pessoas, são mesmo a única família. As suas dores e sofrimentos são os nossos. E respeitar a família, e os animais, nem devia ser posto em causa.

Até hoje, nunca tive de faltar ao trabalho para dar assistência aos meus animais. Mas vai acontecer. Eles vão envelhecer, e maleitas virão. E eu sofrerei. E não vou conseguir ir trabalhar. O dinheiro é o menos. Se não me quiserem pagar o dia, vão em frente. Mas alguém ganhar este processo em tribunal é um alento para que os animais possam ser reconhecidos como a família que efectivamente são.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal