Pessoas estranhas #82 - o juíz Neto de Moura

terça-feira, outubro 24, 2017

Este 'senhor', Neto de Moura, que deve ser um encornado de primeira, foi o homem que justificou a agressão sofrida por uma mulher por ter encornado o seu esposo. O juíz citou a Bíblia, esse guia das almas que todos nós seguimos à risca, para atenuar a situação do cabrão que afincou na mulher.

Diz ele que "o adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade do homem". É. Realmente uma traição deita a pessoa visada abaixo, dá-lhe cabo da confiança, mas pelos vistos só os homens é que sofrem desse despudor. Os homens são uns santos que têm sempre a sua esposa em alta consideração. Não há qualquer registo que alguma vez um homem tenha posto os cornos à mulher. Nunca. Nenhum de nós sabe de casos desses. Mas, mesmo que se saiba, o homem é aquele macho com necessidades sexuais impossíveis de agradar e que tem de recorrer inevitalmente à patareca fora de casa.

Diz ainda que "Sociedades existem em que a mulher adúltera é alvo de delapidação até à morte." E esse é o exemplo das sociedades que queremos seguir, seu anormal! Queremos que as mulheres andem tapadinhas só com os olhos de fora, e que não tenham direito a estudar e a trabalhar, queremos que sirvam como repositório de esporra e sejam parideiras, queremos que se calem e acatem tudo! Que sejam violadas sem direito a dizer um pio, que sejam atacadas e assediadas na rua, nos transportes e em casa! Que mundo perfeito!

Mais uma nota - "Na Bíblia, podemos ler que a mulher adúltera deve ser punida com a morte." Sorte dessa puta que só levou umas marretadas no focinho. Castigo bem leve. Devíamos seguir a Bíblia mais vezes, e assim podíamos vender as filhas como servas, seríamos poligâmicos, teríamos de casar virgens, teríamos direito a ter escravos, faríamos rituais com sangue, matávamos prostitutas à pedrada e as mulheres com o período ficariam em casa durante uma semana. Parece-me bem, hein?

Este senhor é um papalvo que ficou preso num século que nem o viu nascer. Não há nada que justifique a violência num casal. Este juíz de merda derrama para o chão séculos de evolução e pisa em cima. Bronco do caralho, nojento de merda.


Também deves gostar disto

0 comentários

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal