As pessoas não têm mais nada que fazer? #3 - as filhas da Luciana Abreu

sexta-feira, dezembro 29, 2017

Mas quem é que quer saber como se chamam as crias desta mulher? Porque é que as redes sociais, as revistas e a televisão nacional fazem disto notícia? Eu quero lá saber se se chamam Amoor, ou Odioó, ou Puutá, ou Cocóó! Gostava era que as pessoas não alimentassem este "jornalismo" e o ego destas pessoas que vivem de se expôr e que se põem a jeito à humilhação, ao falatório, e à cavadela da vida privada.

Para quem perde tempo com isto, em vez de contarem as doze badaladas daqui a uns dias, entoem os nomes das vítimas dos incêndios deste ano. Ou os serviços que vamos pagar mais em 2018. Ele há com cada uma...


Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Um jornalismo bem triste, para uma legião de mortos-vivos.
    Gostei desta crónica.
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  2. Tanto tema sobre o qual se deviam pronunciar, e investigar, vê-se o DN, e não só, a cair no clique fácil. Muito triste! Boas entradas ;)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal