As pessoas não têm mais nada que fazer? #4 - os críticos do Manzarra

quinta-feira, janeiro 18, 2018

O homem decide abrir um restaurante / loja vegan e é imediatamente crucificado. Alguns dos comentários que vi incluem as pérolas em baixo, tudo isto num único post!:

. Ah e tal, isto vindo de uma pessoa que fez anúncios para a McDonald's...
. Que insensível! As plantas também são seres vivos! Se fosse eu a ele, comia pedras!
. A Amazónia está a ficar destruída pelo capitalismo do mundo vegan!
. Esses vegan têm a mania que são superiores.
. Mais uma palhaçada na cidade.

É triste quando um jovem empresário abre um espaço e gera ódio. Ironicamente, devido a um estilo de vida onde o ódio e a morte ficam lá fora. As pessoas não têm realmente nada que fazer. E eu também não, e por isso digo:

. Ainda bem que as pessoas mudam. A capacidade de mudança é uma das coisas que nos tornam humanos. É assim a evolução, o crescimento, a maturidade. Ainda bem que conforme crescemos e aprendemos adoptamos novos hábitos, mais responsáveis, neste caso. Eu comi carne durante 29 anos. Bendita a hora em que deixei de o fazer. Informei-me, mudei. É assim tão difícil perceber? Muitos me ouviram louvar as maravilhas do bitoque, agora ouvem-me igualmente mas em relação ao tofu. O passado é passado, aprendi com ele, ele está cá para me lembrar do que fiz mal. Evoluí. Porquê o ódio?

. As plantas não sofrem. É um argumento de merda utilizado pelas entidades que estão no topo da cadeia alimentar. Lamento desapontar-vos, mas as plantas não têm sistema nervoso e como tal não sentem. E esta, hein?

. A Amazónia está a ser destruída pela pecuária. Todos os dias são desbravados terrenos na Amazónia para se poder plantar soja para alimentar o gado (alimento que vai servir de alimento para os comedores de carne, ironicamente) e para a pastagem. A ideia de que os vegans estão a destruir a Amazónia dá-me vontade de rir e chorar ao mesmo tempo.

. Os vegan são realmente superiores. Eles importam-se mais com o planeta e com o sofrimento dos animais do que com eles próprios, do que com as suas papilas gustativas. Estão a construir um mundo melhor para as gerações que ficam - um mundo que só poderá continuar a existir a médio prazo se todos mudarem os seus hábitos alimentares e de consumo.

Todo este ódio deve ser um mecanismo de defesa para continuarem a viver a vida que querem, a comer o que querem, sem qualquer remorso. Se se metessem na sua vida, já era uma ajuda. Se não espalhassem o ódio, já era uma ajuda. Mas hoje em dia as pessoas não respeitam nada, porque é que haviam de respeitar uma opção de vida com a qual não têm nada que ver? Há milhares de restaurantes "normais", lojas "normais", supermercados, onde podem fazer a sua vida "normal", mas o mundo desaba e é "uma palhaçada" quando alguém investe num pequeno local na cidade onde o sofrimento animal não entra. A carne provoca ansiedade, eu sei, mas tentem respirar fundo e deixar os outros viver tranquilamente.


Também deves gostar disto

2 comentários

  1. Adoramos criticar, nunca criar! Essas pessoas têm um mundo mesquinho e pequenito. Faz também abrir os olhos, nem que seja para se admirar as cambiantes do azul no céu :-)

    ResponderEliminar
  2. É incrível como tudo serve para criticar, criar animosidades, destilar ódio! Porque é que cada um não vive em paz com a sua vida? Que raio! Valeu o desabafo :)

    ResponderEliminar

Seguir por email

Visitantes

Blogs Portugal